UNIDADES DE RESTAURAÇÃO DO CONCELHO DE ARGANIL

Para acederem à informação das Unidades de Restauração recomendadas pelo Apilotos consultem o Menú no lado esquerdo do site, e cliquem em cima do nome da unidade que lhes interessa visualizar.

Rally de Portugal regressa a Arganil 18 anos depois

É a notícia por que todos os aficionados do desporto automóvel aguardavam há quase duas décadas: Arganil volta a receber o Rally de Portugal pela primeira vez desde 2001. O anúncio oficial foi feito esta segunda-feira, 28 de Janeiro, durante a sessão de apresentação da 53.ª edição da prova portuguesa do Mundial de Ralis, que decorreu na sede do Automóvel Clube de Portugal, em Lisboa, na presença do presidente da Câmara Municipal de Arganil, Luís Paulo Costa, dos presidentes das Câmaras da Lousã e de Góis, Luís Antunes e Lurdes Castanheira, respectivamente, do Vice-Presidente da Câmara de Coimbra, Carlos Cidade, e do presidente da Região de Turismo do Centro, Pedro Machado.

O regresso da prova do World Rally Championship (WRC) à eterna Capital do Rally e aos míticos troços do Serra do Açor vai acontecer no dia 31 de Maio deste ano, sexta-feira, na primeira etapa da prova, que tem início um dia antes, em Coimbra, e que se estende por mais duas etapas, terminando no dia 2 de Junho.

Depois de 18 anos de hiato, o frenético e potente som dos motores, que continuaram no imaginário dos aficionados do Rally e que certamente os guiará pelas lendárias e memoráveis passagens pelo concelho, fazem-se ouvir na Serra do Açor. Os pilotos fazem-se à estrada a partir da mítica Casa do PPD, imortalizada nos road book da prova, seguindo pela zona do Sardal, Pai das Donas e Esculca, antes de chegarem à meta, no Alqueve.

O passado e o presente encontram-se naquele que foi, continuamente, o palco de épicos e decisivos duelos, depois de um longo e sinuoso, mas sobretudo, compensador caminho percorrido pelo Município de Arganil. As insistentes reivindicações, as incansáveis negociações e, sobretudo, a forte pretensão de dar seguimento à manifesta vontade dos adeptos de verem regressar a prova onde sempre pertenceu conduziram até à meta um árduo processo liderado por Luís Paulo Costa, devidamente apoiado pelas autarquias de Coimbra, Lousã e Góis.

Só poderia ser, por isso, com um enorme orgulho e desmedido entusiasmo que Arganil se prepara para voltar a receber a prova que entre 1967 e 2001 cativou e apaixonou os arganilenses e trouxe à nossa serra milhares de adeptos nacionais e internacionais, ano após ano.

Está de volta a emoção do Rally, estão de volta os troços de piso demolidor, a temível ronda de Arganil, o palco de derradeiros duelos entre pilotos, que tão desportivamente decisivos se tornaram na prova. Está de volta o tão aguardado pretexto para voltarmos a evocar o título de que tanto nos orgulhamos: Arganil, a Capital do Rally.