Vini, Vidi, Vinci de Tanak na Argentina

Foi só quando faltavam disputar três especiais neste último dia de competição do Rally da Argentina que Ott Tänak resolveu “sair de cena” e dar aos rivais a oportunidade de triunfarem em especiais sem terem de se preocupar com o homem do Yaris WRC.

Tänak, que assumiu a liderança do rali no segundo dia e venceu, no total, dez das 18 classificativas propostas, acabou por confirmar o que tinha vaticinado após a SSS1 – que o Toyota Yaris WRC parecia ser um carro vencedor neste rali.

Enquanto isso, Thierry Neuville não desperdiçou a oportunidade de recuperar terreno a Sébastien Ogier. O belga da Hyundai tirou bom partido de um andamento mais lento do Campeão do Mundo e actual líder da classificação para garantir um confortável segundo lugar. Um resultado ao qual juntou ainda a vitórias nas duas últimas especiais, sendo a derradeira em formato de Power Stage e com os sempre bem-vindos 5 pontos extra.

Atrás dele, a fechar o pódio, ficou o colega de equipa Dani Sordo. O espanhol foi regular ao longo da prova e fundamental para a recuperação de pontos de Neuville, não tivesse ele terminado à frente de Ogier, que se ficou pelo quarto lugar.

A fechar o Top 5 ficou Andreas Mikkelsen que desta forma fez com que fossem três os Hyundai nas cinco primeiras posições. Elfyn Evans (Ford) foi sexto, com Kris Meeke a ser o melhor representante da Citroën em sétimo e com Esapekka Lappi (Toyota), Teemu Suninen (Ford) e Pontus Tidemand (Skoda) a fecharem a lista dos dez primeiros.

Próxima prova: 

Rally de Portugal

17 - 20 Maio 2018