Miguel Campos repete estatuto de melhor Português

CAMINHA_2000__47.jpg

Piloto dominou Rali de Portugal entre as equipas nacionais

Miguel Campos terminou a sua participação na 50ª edição do Rali de Portugal em bom plano. Acompanhado pelo co-piloto, Carlos Magalhaães, garantiu o estatuto de melhor português, tal como já tinha acontecido em 2015, e acabou na quinta posição do competitivo campeonato WRC2.

Ao volante do Skoda Fabia R5 preparado pela AR Vidal, a dupla teve uma demonstração de rapidez e consistência. Esta só não foi mais evidente devido a uns arreliantes problemas de travões que atrasaram a equipa na sexta-feira de manhã. Fora isso, Miguel Campos e Carlos Magalhães andaram sempre a discutir as posições cimeiras entre os concorrentes do WRC2 e só não foram além do quinto posto porque o Skoda Fabia não estava totalmente adaptado às condições dos troços do dia hoje que se apresentaram com um piso mais macio e húmido do que era expectável.

No final, Miguel Campos não escondeu a sua alegria com a prestação no Rali de Portugal. Estou muitíssimo satisfeito com este resultado, mas tenho consciência de que poderia ter feito um pouco melhor. Ontem ainda cheguei a pensar na hipótese de acabar o rali no pódio dos WRC2 e estive perto, mas neste último dia não acertei na afinação do carro, que deveria estar mais macio, e acabei por não ser tão eficaz como gostaria. Mas valeu a pena todo o esforço, porque esta prova é única a todos os níveis, disse Miguel Campos.

Concluída a participação na edição de 2016 do Rali de Portugal, o piloto de Famalicão vira agora a sua atenção para o que resta da temporada desportiva. Miguel Campos vai trabalhar para garantir a presença em mais ralis, nomeadamente em provas pontuáveis para o campeonato nacional da especialidade.